domingo, 4 de setembro de 2011

Dicas para escolher a melhor lingerie

Ao escolher uma lingerie, você não precisa só se preocupar com o fato dela moldar o seu corpo, mas sim, com sua personalidade, biotipo e saúde. Muitas vezes vemos nas ruas mulheres usando alguma calça que marca no corpo, deixando transparecer marca e costura da calcinha… É preciso seguir algumas regrinhas básicas de etiqueta também. Quanto a saúde, lingerie apertada, prende a circulação e a oxigenação, causando danos irreparáveis. Se for folgada demais, compromete a postura. Obviamente não existem regras fixas e nem podemos indicar qual modelo você deve comprar. Cada biotipo é diferente e portanto é o mesmo que indicar uma medicação.
Não adianta querer sair de casa com um estilo de roupa e a lingerie errada, não é?
1- calcinhas estilo tanga:
Certo - para bumbuns pequenos e as mais magrinhas
Errado - as mais cheinhas devem evitar, pois a tanga parece estar cortando a cintura. Uma calcinha mais larga nas laterais segura os pneuzinhos e não causa desconforto. Nada impede de usar em ocasiões especiais
2- calcinhas mais largas nas laterais:
Essas são as calcinhas ideais para quem esta acima do peso e para quem tem o bumbum grande. Especialmente se for de Lycra e com tecido firme igual ao das cintas. Elas podem parecer esquisitas, mas moldarão o seu corpo debaixo da roupa e você estará bem mais confortável e confiante.
3- Alças do sutiã:
Pode parecer estranho a alça do sutiã aparecendo. Hoje em dia isso é bastante normal e pode tornar divertido, se souber usar este artifício. Em geral, as alças do sutiã devem estar mais ou menos na mesma largura das alças da blusa (em especial as regatas), compondo um visual. Podem ser de outra cor ou até de silicone. Só evite usar alças de silicone brilhantes. Chama atenção em demasiado. Outro ponto importante quanto as alças do seu sutiã, é que elas não deve marcar a pele. Se estiverem  marcando, é porque você escolheu um modelo errado ou apertou demais. Usar todos os dias um sutiã assim, vai afundando a pele, causando desconforto e até dores nas costas e ombros.
4- A escolha do sutiã:
a) Um sutiã errado pode danificar os seios. Segundo os resultados de pesquisas, os melhores modelos ainda são os que tem fecho nas costas, mesmo para quem pratica esportes, por produzir melhor sustentação aos seios. Os sutiãs ditos esportivos, que se veste como se fosse uma camiseta, deveria limitar melhor os movimentos dos seios. Segundo os pesquisadores, as mulheres tem tendências a escolher sutiãs errados e se limitam a comprar somente um modelo ou porque tem seios pequenos e quer aumentá-los ou simplesmente porque os acha bonitos. A morfologia dos seios muda durante a vida da mulher, portanto precisa adequer o sutiã a essas mudanças, inclusive durante a amamentação e menopausa. O melhor a fazer então, especialmente para quem pratica algum esporte, é analisar já no provador, se o sutiã limita bem os movimentos dos seios. Quem sabe pular e esticar os braços ajude. Portanto fique atenta ao conforto e a qualidade. Deixe aquela lingerie sexy para os momentos indicados, mas cuide na escolha quando o assunto for dia-a-dia. Para quem tem seios grandes, é bom optar por modelos mais largos nas laterais e nas alças, para dar aquela “segurada” em todo o contorno. Para os seios pequenos, hoje existem os sutiãs com bojo ou enchimento e podem ser uma solução plástica sem cirurgia.
b) Nada de escolher um sutiã que faz saltar os seios. A melhor escolha é sempre envolvê-lo, pois se você é mais cheinha, poderá até emagrecer, escolhendo o sutiã correto. O sutiã deve dar sustentação e envolver sem apertar. Isso confere uma melhor postura e por incrível que pareça, até afina a cintura.
5- cores, modelos e quando usá-los:
Roupa branca pede cores puxando par ao tom da pele. Preto nem pensar. É realmente de bom tom escolher algo que não apareça por baixo. A noite, com roupa de gala, nem pensar em deixar a marca da sua tanga aparecendo. Hoje em dia, há muitos sutiãs com alças removíveis, que você pode usar de várias formas e portanto, cai muito bem com alguns modelos de tomora-que-caia ou do tipo que se amarra no pescoço. É sempre bom ter um sutiã multi-alças no armário. Há também uns sutiãs tipo blusa, que possuem sustentação para os seios estilo tipo aros. Então, se você deseja usar alguma blusa transparente, eles são ideias. Se forem no tom da pele ninguém perceberá o que você tem por baixo. Use o bom-senso. Alças detalhadas e aparecendo durante o dia, não há problemas, mas ao sair de casa a noite, você precisa tomar alguns cuidados. Para o trabalho, nada de coisas sexys aparecendo. Você está num ambiente onde se exige concentração, portanto, deve se portar como uma verdadeira lady. Compre conjuntos, é mais fácil escolher quais vestir no dia-a-dia. Opte por brancos e tom da pele para roupa clara, pretos para roupa preta ou escura.
6- tecido:
Nada melhor do que Lycra. Realmente a invenção da Lycra foi o acontecimento mais importante na vida de uma mulher. A Lycra permite muito conforto, sem limitar os movimentos ou a transpiração. Modelos sem costura são incríveis, pois não deformam, não amassam e não deixam aparecer a costura quando se usa uma roupa justa ao corpo. O material com que a roupa interior é fabricada é de grande importância. Certas fibras sintéticas conjugadas com a transpiração e o calor, podem provocar alergias; elásticos e forros de má qualidade provocam mau estar e odores. Rendas, além de se notarem por fora, podem provocar coceiras e irritação na pele. Opte por materiais naturais, o algodão é bem tolerado, mesmo que seja só o forro do sutiã.
Quadris largos pedem calcinhas também mais larguinhas. Quadris estreitos podem abusar do estilo biquini, pois este não enrola na cintura.

Um comentário:

  1. Entre em contato conosco (fabicavassan.lingerie@hotmail.com ou pelo Facebook: Moda Íntima Fabiana Cavassan)

    ResponderExcluir

Lingerie Fabiana Cavassan agradece seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Ocorreu um erro neste gadget